domingo, 18 de fevereiro de 2007

Pedro Enes e Alexandre Mendes no pódio

Enduro da Lousã – 2.ª Prova do Campeonato Nacional
Pedro Enes e Alexandre Mendes no pódio

A segunda etapa do Campeonato Nacional de Enduro serviu para o Team CRN / Motofundador colocar dois dos seus seis pilotos no pódio, enquanto os outros também obtiveram classificações positivas.
Pedro Enes, foi o segundo classificado na Categoria Elite 1, mostrando assim que há que contar com ele para discutir o título nacional. O piloto de Viana do Castelo, apesar desta posição de destaque, queria mais, mas a tarefa revelou-se impossível: “Estriei nesta prova um novo material e verifiquei que tenho que o testar mais para obter o máximo rendimento. De qualquer maneira isso não serve de desculpa, pois os meus adversários estiveram mais fortes hoje. Há que olhar em frente e treinar mais, apesar de saber que conciliar estudos e competição é complicado, pois estou a lutar contra profissionais”, explicava no final.
Por seu turno, Alexandre Mendes, conseguiu a terceira posição na Elite 2, lugar que estava no seu horizonte. No entanto as coisas até podiam ter sido melhores: “Fui vítima de algumas quedas o que me prejudicou em termos de tempos. Estava à espera de lutar pelo pódio e consegui, mas fico com a sensação que podia ter sido melhor”, esclarecia.
Para além destas duas posições no pódio, houve outros lugares de destaque dentro da formação vimaranense, sendo exemplo disso o quarto lugar de Rui Oliveira entre os concorrentes da Categoria Verdes 125 2T / 250 4T: “Acho que mantive um ritmo constante, mas a prova foi um pouco dura o que provocou que caísse em algumas ocasiões, mas no fim o resultado não foi mau de todo”, disse no fim o piloto que manteve a posição nos dois dias de prova.
Já Adelino Sousa, também na Categoria Verdes, mas na classe +175 cc 2T / + 250 cc, não conseguiu ir além do sétimo posto final. O segundo dia foi pior para o piloto, pois no primeiro era o quarto classificado: “Fiquei com a mota presa numa especial e perdi muito tempo. Para além disso, apanhei alguns concorrentes e isso prejudicou-me”, afirmava no final.
Nas categorias Nacional, na 1, André Fernandes ficou com o quinto lugar final, mas também no seu caso, o segundo dia foi mais penalizante, pois no primeiro era quarto: “As condições que encontrámos eram mais complicadas e por isso também perdi tempo com as quedas”.
O azarado da jornada foi João Vieira, na Categoria Nacional 2, pois foi obrigado a desistir já no segundo dia. No primeiro, foi vítima de uma queda que lhe provocou uma lesão na mão esquerda. Ainda tentou arrancar no segundo dia, mas as dores eram muito fortes.
O Campeonato Nacional de Enduro, prossegue nos dias 24 e 25 de Março em Vale de Cambra, com mais uma jornada de dois dias.